As terras que hoje compõe o município de Pirangi pertenceram ao município de  Paraíso (antigo Distrito de São Sebastião do Turvo), no município de  Jaboticabal. Em 1895, entre os moradores das cercanias, os quais precisavam  percorrer várias léguas para comprar gêneros de primeira necessidade, surgiu a  idéia de fundar um povoado. Assim, abriram uma picada desde o córrego Boa Vista  até a Praça da Matriz de Santo Antônio (antiga Praça João Pessoa), onde  ergueram um tosco cruzeiro de cabreúva e um mastro de aroeira.

Em 3 de agosto de mesmo ano, foram doados cinco alqueires de terras para o  patrimônio de uma capela sob a inovação de "Santo Antônio da Boa  Vista", primeiro nome que teve Pirangi.

Era costume dos moradores da redondeza reunirem-se em torno do cruzeiro, aos  domingos para rezarem o terço e fazer leilão de prendas, cuja renda era  recolhida para pagamento do material e mão-de-obra da primeira capela, que foi  construída em 1897. Ao redor da capela, foram surgindo algumas casas de madeira  coberta de telhas; e foi o Sr. José Marques, antigo carreiro, que construiu a  primeira casa de tijolos.

Em 1898, o nome da população foi mudado para Santo Antônio da Bela Vista. Em  1904, abriram uma estrada pela mata e por essa estrada vinham os carreiros e  boiadeiros do sertão de Rio Preto. Em 10 de abril de 1909, o povoado foi  elevado a Distrito Policial, sendo seu primeiro subdelegado o Sr. João Ezequiel  de Melo. A povoação contava nesta época com cerca de 70 casas.

Em 23 de dezembro de 1913, foi elevada a Distrito de Paz, no município de  Jaboticabal com o nome de Pirangi, que na língua tupi-guaranid quer dizer  "peixe-dourado do rabo vermelho".

Em 1914, o serviço telefônico foi instalado pelo Sr. Francisco Corrente e, em  1918, foi instalado serviço de luz elétrica pelo Sr. José Corrente. Em 1930 foi  eleito, por sufrágio popular, uma comissão composta dos senhores Sebastião  Bueno de Camargo, Bento de Oliveira Carvalho, Manoel Lourenço Bailão, Dr.  Clementino Canabrava Filho e outros, a fim de pleitear junto às autoridades  competentes a elevação de Pirangi à categoria de município.

No dia 7 de março de 1935, foi criado na Comarca de Jaboticabal: o município de  Pirangi, instalado a 23 de maio de 1936, constituído de três Distritos de Paz:  Pirangi, Vila Paraíso (antiga Irupi, hoje Paraíso) e Vila Albuquerque (hoje  Embaúba).

Em 30 de novembro de 1938, o município de Pirangi passou a pertencer à comarca  de Monte Alto (76º zona eleitoral). Possui, desde 1937, uma Delegacia de  Polícia de 3ª classe, pertencente à 2ª Divisão Policial, região de Barretos.  Hoje, Pirangi possui 10.126 habitantes, sendo 7.146 eleitores inscritos. A  denominação local dos habitantes é Pirangienses.

 

População  em 2007: 10.315 habitantes;
Densidade  demográfica: 47,87 habitantes/km.quadrados.
Área  territorial: 215,46 km.quadrados
Data  da criação: 07 de março de 1935
Número  de Distritos: 1
Nome  da Capital Estadual: São Paulo
Grande  Região Geográfica: Região Sudeste

 

Prefeitos e seus Respectivos Mandatos

Clementino Canabrava Filho - 1935 à 1943
Manoel Ferreira Pinto - 1944 à 1945
Guido Gambuggi - 1946
Antonio Delfini - 1947
Sebastião De Carvalho - 1948 à 1951
Helio Buck - 1956 à 1959 E 1964 à 1968
Otávio Medeiros - 1952/1955 - 1960/1963 - 1977/1982
Paulo Burjaili - 1969/1972
Adriano Scarldeato - 1973/1976
Otávio Scardelato - 1983/1988 - 1993/1996
José Orlando De Sousa - 1989/1992 - 1997/2000
Luiz Carlos De Moraes - 2001/2004 - 2005/2008
Brás De Sarro - 2009/2012

 

BRASÃO | BANDEIRA | HINO